4º Encontro Anual de Economia Política

Aceda aqui ao Programa Geral, Programa das Sessões Paralelas e Programa da Escola de Inverno do 4º Encontro Anual de Economia Política, que terá lugar nos dias 28-30 de janeiro de 2021


Programa Geral


Programa Sessões Paralelas


Escola de Inverno


Apresentação

Desde o surgimento da ideia de que era possível melhorar as condições de vida das pessoas através de uma transformação das estruturas económicas, sociais e políticas, que o Desenvolvimento se assumiu como propósito fundador da Economia Política. O contexto histórico assim o proporcionava. Com efeito, a revolução industrial encetada no final do século dezoito inaugurava uma era de crescimento económico sem paralelo histórico e parecia poder abrir caminho para a resolução da pobreza extrema que afectava a esmagadora maioria da população do globo. Face ao optimismo que caracterizou os primeiros passos da Economia Política, cedo surgiram as primeiras críticas, no entanto. Jean Charles de Sismondi afirmou por exemplo que uma ciência que diz respeito unicamente aos meios para aumentar a riqueza sem estudar o propósito de tal riqueza é uma ciência falsa.


Hoje, os desafios colocados ao Desenvolvimento são inúmeros. Por um lado, o Desenvolvimento debate-se com questões epistemológicas que põem em causa alguns dos seus princípios básicos como o crescimento económico e a universalidade dos seus propósitos. Por outro lado, o espectro do esgotamento dos recursos, as alterações climáticas e os limites da globalização, de que a pandemia de COVID-19 constitui um exemplo, são alguns entre outros tantos fenómenos que questionam a própria possibilidade do Desenvolvimento.


De modo a refletir sobre o carácter transformativo da Economia Política, a Associação Portuguesa de Economia Política (EcPol) anuncia a chamada de comunicações para o 4º Encontro Anual de Economia Política a ter lugar na Universidade de Évora entre os dias 28 e 30 de Janeiro de 2021 com o tema “O Desenvolvimento no seu Labirinto: Desafios de uma Economia Política Transformativa”. O Encontro tem início com uma Escola de Inverno que terá lugar no dia 28 de Janeiro de 2021 e que terá como tema “Pensar o Desenvolvimento: escalas, desafios e políticas”.


O encontro visa juntar todos aqueles que, das mais diversas áreas disciplinares e abordagens entendem os fenómenos económicos como sendo eminentemente configurados por factores de ordem social, política, jurídica, cultural, tecnológica e ecológica e devendo ser estudados nos seus contextos institucionais históricos e geográficos.


Conferencistas confirmados


O Desenvolvimento no seu Labirinto:


Desafios de uma Economia Política Transformativa


28-30 de Janeiro 2021


Universidade de Évora


Ha-Joon Chang (Universidade de Cambridge, Reino Unido)


Carlos Lopes (Universidade da Cidade do Cabo, África do Sul)



Chamada de Resumos

Aceitam-se comunicações que tratem, entre outros, os seguintes temas:


Ambiente e desenvolvimento sustentável

Indicadores de desenvolvimento e de bem estar

Crescimento versus decrescimento

Crise económica e políticas públicas

Globalização, desglobalização e pandemias

Instituições e governação

Desigualdades e direitos humanos

Culturas, territórios e modelos de desenvolvimento

Tecnologias, inovação e o futuro do trabalho

Podem ser apresentadas propostas de: 1) comunicações, 2) painéis temáticos compostos por 3 ou 4 comunicações e 3) projetos de tese de doutoramento.


As propostas deverão ser apresentadas na língua das comunicações, podendo-se optar por português ou inglês.


As propostas de comunicações e projetos de tese devem conter a seguinte informação:


i) Nome, filiação institucional e endereço de e-mail do(s) proponente(s);


ii) Tipo de proposta (comunicação, projeto de tese);


iii) Título e 4 palavras-chave;


iv) Resumo (máx. 800 palavras).


As propostas de painéis devem conter a seguinte informação:


i) Nome, filiação institucional e endereço de e-mail do(s) proponente(s) do painel e dos participantes;


ii) Título da sessão e das comunicações;


iii) Resumo da sessão e das comunicações (máx. 800 palavras cada).

Datas Importantes

Inscrições

Comissão Científica:


Ana Lúcia Sá (ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa)

Carlos Pimenta (FEP – Universidade do Porto)

Helena Lopes (ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa)

Luís Mah (ISEG – Universidade de Lisboa)

Lívia Madureira (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro)

Manuel Ennes Ferreira (ISEG – Universidade de Lisboa)

Nuno Martins (Universidade Católica Portuguesa)

Olívia Bina (ICS – Universidade de Lisboa)

Paula Lopes (FEUC – Universidade de Coimbra)

Paulo Guimarães (CICP/Universidade de Évora)

Paulo Neto (CICS.NOVA.UÉvora/CEFAGE/UMPP /Universidade de Évora)

Susana Peralta (NOVA SBE – Universidade Nova de Lisboa)


Comissão Organizadora:

André Carmo (CICS.NOVA.UÉvora/CEG/Universidade de Évora)

Catarina Príncipe (Doutoramento Interdisciplinar em Economia Política)

Conceição Rêgo (CEFAGE/Universidade de Évora)

Gonçalo Marçal (Doutoramento Interdisciplinar em Economia Política)

João Fialho (Doutoramento Interdisciplinar em Economia Política)

João Loureiro (Doutoramento Interdisciplinar em Economia Política)

Luísa Veloso (ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa)

Manuel Branco (CICP/ CEFAGE/Universidade de Évora)

Maria da Saudade Baltazar (CICS.NOVA.UÉvora/Universidade de Évora)

Rui Junqueira Lopes (Universidade de Évora)


Organização: Associação Portuguesa de Economia Política