top of page

Chamada para Colóquio Internacional

Chamada para Colóquio Internacional | Assimetrias territoriais: questões socioambientais e fatores de desigualdade




Informação detalhada:

Cerca de um quarto de século após a realização do seu XV Congresso na cidade de Évora, no Alentejo, a AISLF irá novamente reunir os sociólogos na Universidade de Évora, para refletir sobre as grandes transformações sociais, ambientais e territoriais que influenciam o nosso futuro coletivo. Évora, cidade classificada pela UNESCO em 1986, encontra-se na confluência de múltiplas culturas, temporalidades e "civilizações". Os traços de uma riqueza patrimonial e ambiental bem preservada podem ser vistos na arquitetura e na cultura imaterial da cidade; adquirem um poder de atracão crescente não só para o turismo, mas também por serem um polo dinâmico da região. Contudo, estas características contrastam com outras áreas da região do Alentejo, que têm sido severamente afetadas por décadas de despovoamento, envelhecimento demográfico e recessão económica.

Estes territórios de baixa densidade e as suas vulnerabilidades associadas, em contraste com outros núcleos de desenvolvimento, fazem parte dos cenários e paisagens que se encontram cada vez mais em múltiplas geografias, tanto no norte como no sul, claramente visíveis na área mediterrânica. Estas situações levantam muitas questões, ligando inextricavelmente aspetos humanos e ambientais, e esbatem os códigos e esquemas que temos vindo a usar para refletir sobre "desenvolvimento".

Como tal, parece justificado refletir sobre as assimetrias territoriais e como, hoje em dia, estas parecem estar ligadas ao (des)equilíbrio ambiental, sustentabilidade ou consumismo, e aos desafios da coesão socioeconómica. Estas questões são observáveis através de diferentes ângulos de análise, desde a espacialidade até à sua epistemologia. Dado que o território não é apenas espacial, este deve ser entendido como um espaço social completo: vivido, apropriado, politizado, governado, o que exige uma análise multinível e multidisciplinar para refletir sobre as desigualdades e os efeitos destas sobre os territórios.

Apelando à participação de especialistas em humanidades e ciências sociais, nomeadamente a sociologia e geografia, este colóquio pretende ser um momento de divulgação, partilha e criação científica, expressando a forte ligação da sociologia portuguesa ao mundo francófono. O tema proposto, as assimetrias territoriais, pode ser abordado, entre outros, a partir dos seguintes eixos analíticos:

  • Património e cultura

  • Turismo, atratividade e durabilidade dos territórios

  • Territórios e transformação digital

  • Mobilidades e integração social

  • Cidades, meio rural e comunidades sustentáveis

  • Ambiente e modos de vida

  • Vulnerabilidades, desigualdades e redes sociais

  • Cidadania e participação social

  • Novas formas de organização do trabalho

  • Inovação e empreendedorismo

  • Famílias, infância e educação

  • Envelhecimento e políticas sociais

  • Territórios e condições de acesso aos serviços de saúde

  • Qualidade de vida, bem-estar e felicidade

Mais informações: cics.nova@uevora.pt


Organização: O colóquio é organizado pela Associação Internacional de Sociologia em Língua Francesa (AISLF) e o Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais, Polo da Universidade de Évora CICS.NOVA.UÉvora.


Comissão de Organização

  • Maria da Saudade BALTAZAR, Universidade de Évora, CICS.NOVA.UÉvora (coordenação)

  • Ana ROMÃO, Academia Militar/CINAMIL, CICS.NOVA

  • Carlos Alberto da SILVA, Universidade de Évora, CICS.NOVA.UÉvora

  • Imed MELLITI, Président de l’AISLF, Université de Tunis El Manar

  • Jean-Yves LE TALEC, Secrétaire général de l’ AISLF, Université Toulouse Jean Jaurès

  • José SARAGOÇA, Universidade de Évora, CICS.NOVA.UÉvora


コメント


bottom of page